Transtorno Bipolar no Emprego

Um diagnóstico de transtorno bipolar em geral pode ter um grande impacto em sua vida e significativamente em  seu trabalho e carreira. Em uma pesquisa de pessoas com depressão e transtorno bipolar realizado pela Depression and Bipolar Support Alliance, 88% disseram que sua condição afetou sua capacidade no trabalho.

Entretanto, o diagnóstico de transtorno bipolar não significa necessariamente que você não vá conseguir manter seu emprego. Muitas pessoas com transtorno bipolar trabalham e vivem vidas normais, inclusive eu.

Devo falar com meu chefe sobre meu transtorno bipolar?

Você não precisa falar com seu chefe ou colegas de trabalho sobre seu transtorno bipolar. Sua saúde é seu problema pessoal e privado. Mas se sua condição afetou seu desempenho no trabalho, estar aberto pode ser uma boa ideia. Seu chefe e colegas de trabalho podem ter percebido as mudanças em seu comportamento. Se você explicar o que está acontecendo, eles podem ser mais simpáticos e úteis do que você espera. Mas esta é uma decisão que deve ser tomada em conjunto com seu terapeuta e Psiquiatra. Não deve ser encarada como uma decisão simples.

Mudando de emprego

Algumas pessoas com transtorno bipolar acham que seu emprego atual simplesmente não lhe faz bem. Talvez seja muito estressante ou a agenda seja muito rígida. Talvez não os deixe dormir o suficiente ou envolva um trabalho em turnos que possa piorar sua condição. Se você acha que seu trabalho está prejudicando sua saúde, pode ser a hora de fazer algumas mudanças. Aqui estão algumas coisas que deve considerar:

  • Decida o que você realmente precisa do seu trabalho. Você precisa reduzir suas responsabilidades? Você precisa de pausas extras durante o dia para reduzir o estresse , ou precisa de tempo livre durante a semana de trabalho para manter os compromissos do médico ou terapeuta?
  • Tome decisões cuidadosamente. Pessoas com transtorno bipolar são propensas a agir de forma impulsiva. Pense nos efeitos de sair do seu trabalho – tanto para si mesmo quanto para sua família. Fale sobre seus sentimentos com sua família, terapeuta ou Psiquiatra .
  • Procure ajuda. Se você precisa se licenciar devido ao seu transtorno bipolar, veja se o seu Psiquiatra recomenda uma licença para se tratar. Pense na alternativa de férias antecipadas, se for o caso converse com seu patrão. Consulte seu médico ou terapeuta para obter conselhos.
  • Vá lentamente. Retornar ao trabalho depois de ter demorado pode ser estressante. Vá com calma, pelo menos até ter certeza de que seu transtorno bipolar se estabilizou.

Estigma do transtorno bipolar no trabalho

Infelizmente, você ainda pode encontrar pessoas no trabalho que o tratam injustamente por causa de seu transtorno bipolar. Muitas vezes, seu comportamento decorre da ignorância. Eles podem vê-lo como “loucos” ou acham que sua condição é “tudo da sua cabeça”, não reconhecem o transtorno como uma enfermidade como a diabetes ou hipertensão. Você pode ser capaz de evitar problemas ao ensinar as pessoas um pouco sobre o transtorno bipolar.

Mas isso nem sempre é suficiente, e o estigma da doença mental pode travar você. Algumas pessoas com transtorno bipolar sentem que são tratadas injustamente no trabalho; eles podem ser indeferidos ​​para promoções ou aumentos, por exemplo.

Se você acha que está sendo tratado injustamente, há coisas que você pode fazer. As leis sobre discriminação do trabalho podem proteger as pessoas que são discriminadas por causa de uma condição de saúde. Mas não tome decisões precipitadas, procure seu sindicato e peça ajuda neste caso. Você tem direito a advogado trabalhista gratuito em seu sindicato. Peça ajuda e fale sobre sua situação com amigos, familiares, seu terapeuta e seu profissional de saúde e um advogado trabalhista antes de agir.

Você pode gostar...

error: Conteúdo Protegido !!!
%d blogueiros gostam disto: